UPA 24h será inaugurada nesta sexta-feira

Com recursos das três esferas de governo (Federal, Estadual e Municipal) a Unidade de Pronto Atendimento (UPA III) situada na Avenida Tonico Reis (Norte Sul), 1700, no bairro São Sebastião será inaugurada nessa sexta-feira (29/11), às 14h30. A cerimônia de inauguração contará com a presença do Secretário Nacional de Atenção à Saúde, Dr. Helvécio Miranda Magalhães Júnior e do Secretário Estadual de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques. Com aproximadamente três mil metros quadrados, a unidade está equipada para oferecer atendimentos clínicos, pediátricos, cirúrgicos, ortopédicos e odontológicos, empregando cerca de 350 profissionais. A UPA de Sete Lagoas levará o nome do renomado médico Dr. Juvenal Paiva.

Em Sete Lagoas, a UPA é de porte III e tem as seguintes características: área Física: 2.170 m²; previsão de atendimentos médicos em 24 horas: 301 a 450 pacientes; aproximadamente 350 funcionários entre clínicos, pediatras, cirurgião e ortopedista, dentista por plantão, assistente social, enfermeiros, bioquímico (para o laboratório), dentista e farmacêutico; 12 leitos de observação adulto, sendo 6 masculinos e 6 femininos; 05 leitos de observação pediátrica; 02 leitos de isolamento; 04 leitos na sala de estabilização; laboratório para exames internos; sala de medicação com 08 cadeiras; sala de curativo; sala de sutura; sala de gesso; sala de micronebulização; sala de Raio X; farmácia Interna.

 A UPA III funcionará 24h e contará também com o atendimento odontológico de urgência e emergência. Com a nova unidade de saúde, a odontologia municipal será mais qualificada e com maior oferta de atendimento.

QUEM FOI DR. JUVENAL?

Dr. Juvenal Abreu Paiva nasceu em Sete Lagoas em 19 de novembro de 1909. Filho de José Duarte de Paiva e Amélia Abreu Paiva. Foi jogador de futebol, atuando pelo América, Atlético e Democrata, sendo este último o time de sua paixão, do qual foi presidente e médico. Formou-se em medicina em 1936 pela Universidade Federal de Minas Gerais e, a partir de então, dedicou sua vida à profissão e ao Hospital Nossa Senhora das Graças, exercendo diariamente sua atividade até o avançar de seus anos com muita dignidade e sempre de portas abertas para as pessoas necessitadas. Em 1943 casou-se com Dulce Campolina Paiva e juntos tiveram nove filhos. Faleceu em 01 de março de 1997, deixando como principal legado, a honestidade e a caridade.

ASCOM Saúde – Natália Andrade